finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA montam plano para resgatar Citigroup, diz NYT

Governo poderia assumir perdas do grupo e, em troca, teria participação nas ações

Efe,

24 de novembro de 2008 | 01h02

As autoridades federais norte-americanas estão pensando em um possível plano de resgate para o gigante financeiro Citigroup, em um esforço por fortalecer esse setor, adiantou neste domingo, 23, o jornal The New York Times em sua edição eletrônica. Veja também:Citigroup está próximo de acordo com governo americanoDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise Todas as notícias sobre o Citigroup   Sob a proposta, o governo assumiria as perdas do Citigroup se estas excederem "certos níveis", segundo fontes anônimas citadas pelo jornal nova-iorquino. Se o governo federal acabar assumindo perdas maiores, em troca teria participação nas ações do Citigroup, o gigante financeiro que agora está "de joelhos por causa das grandes perdas em investimentos relacionadas com o setor hipotecário", informa o jornal. Se for aprovado, o plano "poderia servir de modelo para outros bancos" e marcaria uma mudança na oscilante missão de resgate financeiro do governo federal, acrescentou. O Departamento do Tesouro tinha proposto adquirir os ativos ruins dos bancos, mas de repente a sua estratégia começou a injetar capitais diretamente nas instituições financeiras, segundo The New York Times. O Citigroup, um dos principais bancos dos EUA, perdeu a metade de seu valor na bolsa na semana passada devido a uma crise de confiança dos investidores, apesar dos executivos assegurarem que a instituição mantém condições financeiras sólidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.