EUA montam plano para resgatar Citigroup, diz NYT

Governo poderia assumir perdas do grupo e, em troca, teria participação nas ações

Efe,

24 de novembro de 2008 | 01h02

As autoridades federais norte-americanas estão pensando em um possível plano de resgate para o gigante financeiro Citigroup, em um esforço por fortalecer esse setor, adiantou neste domingo, 23, o jornal The New York Times em sua edição eletrônica. Veja também:Citigroup está próximo de acordo com governo americanoDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise Todas as notícias sobre o Citigroup   Sob a proposta, o governo assumiria as perdas do Citigroup se estas excederem "certos níveis", segundo fontes anônimas citadas pelo jornal nova-iorquino. Se o governo federal acabar assumindo perdas maiores, em troca teria participação nas ações do Citigroup, o gigante financeiro que agora está "de joelhos por causa das grandes perdas em investimentos relacionadas com o setor hipotecário", informa o jornal. Se for aprovado, o plano "poderia servir de modelo para outros bancos" e marcaria uma mudança na oscilante missão de resgate financeiro do governo federal, acrescentou. O Departamento do Tesouro tinha proposto adquirir os ativos ruins dos bancos, mas de repente a sua estratégia começou a injetar capitais diretamente nas instituições financeiras, segundo The New York Times. O Citigroup, um dos principais bancos dos EUA, perdeu a metade de seu valor na bolsa na semana passada devido a uma crise de confiança dos investidores, apesar dos executivos assegurarem que a instituição mantém condições financeiras sólidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.