Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

EUA não vêem acordo para alta na produção de petróleo

A Casa Branca disse não esperar que o encontro entre os principais países produtores e consumidores de petróleo neste final de semana, na cidade de Jeddah, na Arábia Saudita, resulte em qualquer compromisso para aumentar a produção da commodity. "Não estamos esperando um resultado neste encontro que seja de afirmação de produção adicional", disse o porta-voz da Casa Branca Tony Fratto sobre o encontro deste domingo em Jeddah. Ele disse que o presidente George W. Bush vai se consultar com seus assessores amanhã, um dia depois de voltar da Europa, para decidir quem vai representar os EUA neste encontro. Fratto saudou o anúncio do secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, de que a Arábia Saudita disse que vai aumentar a produção em julho. Contudo, o porta-voz da Casa Branca repetiu que, embora aumentos na produção sejam "positivos", "não existe um concerto de curto prazo" para a escalada dos preços do petróleo. Hoje, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o preço do petróleo WTI alcançou nova máxima histórica, de US$ 139,89 por barril, antes de fechar a US$ 134,61 por barril, em queda de 0,19%. As informações são da Dow Jones.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

16 de junho de 2008 | 16h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.