EUA podem aprovar plano para agências até sexta, diz Paulson

Para secretário de Tesouro, estabilidade das gigantes hipotecárias é essencial para acabar com as incertezas

Patrícia Fortunato, da Agência Estado,

22 de julho de 2008 | 10h36

A estabilidade das agências hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac é essencial para que as incertezas do mercado financeiro nos EUA sejam zeradas, abrindo caminho para que a economia se recupere, afirmou o secretário de Tesouro dos EUA, Henry Paulson, nesta terça-feira, 22. Ele disse ainda esperar que o Congresso aprove plano de resgate das gigantes hipotecárias nesta semana.   Veja também: Economia dos EUA precisa de meses para se recuperar, diz Paulson Entenda os efeitos da crise nos Estados Unidos Cronologia da crise financeira As grandes crises econômicas    "A estabilidade da Fannie e da Freddie é crítica para a estabilidade do mercado financeiro como um todo", disse Paulson em discurso em Nova York. "A continuidade da atividade das duas é essencial para a velocidade com a qual emergiremos desta correção imobiliária", afirmou o secretário.   O discurso ocorre pouco mais de uma semana depois de o Departamento de Tesouro ter anunciado plano que aumentaria as linhas de crédito governamental das agências em US$ 2,25 bilhões. Além disso, pelo plano o governo teria permissão para comprar participações nas duas companhias.   "Hoje, nossa prioridade número 1 é a estabilidade dos mercados", enfatizou Paulson. Como parte dos esforços para estabilizar o sistema financeiro, o secretário disse não ter outra opção além de pedir que o Congresso lhe dê mais autoridade para apoiar as combalidas Fannie Mae e Freddie Mac.   "Eu preferiria não estar na posição de pedir autoridade extraordinária para apoiar as agências", declarou. O secretário acrescentou que não tem planos para acessar as linhas de ajuda que propôs para as agências. E se for necessário utilizar os novos poderes, "faremos isso apenas sob termos e condições que protejam os contribuintes e que sejam consenso entre o Tesouro e as agências".   Paulson repetiu que o estresse nos mercados financeiros deve prosseguir até que o mercado imobiliário estabilize-se totalmente. Mas disse que a falência do banco californiano of IndyMac Bank não deve levar as pessoas a crerem que o sistema bancário dos EUA está em risco. "O povo norte-americano tem todas as razões para continuar confiante na solidez do sistema bancário". O secretário também pediu que os bancos continuem levantando capital. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.