Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

EUA querem cooperar com Brasil em telecomunicações

O governo dos Estados Unidos pretende estreitar as relações bilaterais com o Brasil no setor de telecomunicações, informou em São Paulo o embaixador David Gross, coordenador de Políticas Internacionais de Comunicação e Informação do Departamento de Estado norte-americano. O embaixador manteve encontro com empresários do setor em uma reunião fechada na Câmara Americana de Comércio (Amcham-SP)."Pretendemos nos aproximar ainda mais da indústria e do setor público, do Ministério das Comunicações e da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações)", disse o diplomata. Uma das estratégias, segundo ele, é fortalecer o trabalho da International Telecommunication Union, agência internacional vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), que regula o setor.Na opinião da conselheira da Federal Communication Commission (FCC), correspondente à Anatel brasileira, Deborah Taylor Tate, é fundamental haver diálogo entre os dois países. "Acredito que o diálogo entre EUA e outros países como o Brasil é ponto principal para a cooperação nas telecomunicações", afirmou.Gross e Deborah integraram o encontro promovido pela Amcham, que discutiu os desafios e as oportunidades das telecomunicações no Brasil, ao lado de executivos que atuam na área. Estas informações foram divulgadas pela Amcham, em seu site (www.Amcham.com.br).

MILTON F.DA ROCHA FILHO, Agencia Estado

15 de agosto de 2007 | 15h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.