EUA recebem relatório da OMC sobre caso de subsídios a Airbus

Casa Branca reclama de subsídios "injustos" que governos europeus forneceram à fabricante de aviões

REUTERS,

04 de setembro de 2009 | 14h16

Os Estados Unidos confirmaram nesta sexta-feira, 4, que receberam a decisão confidencial da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre sua queixa multibilionária contra o apoio de governos europeus à fabricante de aviões Airbus.

 

"Ainda estamos revisando o relatório intermediário, que tem mais de 1.000 páginas. Como esse relatório é confidencial, não podemos discutir o conteúdo dele", disse a porta-voz do gabinete de Representação Comercial dos EUA Debbie Mesloh.

 

"Os EUA têm sustentado que os governos europeus forneceram subsídios injustos à Airbus que prejudicam os interesses norte-americanos", disse a porta-voz, referindo-se à fabricante de aviões Boeing, que pressionou os EUA a iniciarem o processo na OMC.

 

"Na disputa, os EUA estão questionando dezenas de medidas que fornecem bilhões de dólares em subsídios para a Airbus", disse ela.

 

Depois que os EUA abriram o caso em 2004, os governos da França, Alemanha, Espanha e Inglaterra continuaram a oferecer os contestados empréstimos de ajuda para lançamentos de produtos da Airbus.

 

O mais recente projeto da Airbus é o avião de grande porte A350.

 

Representantes da Boeing vinham dizendo acreditar que a OMC congele, a partir do relatório confidencial, os cerca de 4 bilhões de dólares em ajuda dos governos europeus para o desenvolvimento do A350.

(Reportagem de Doug Palmer)

Tudo o que sabemos sobre:
OMCEUAAirbus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.