Rick Wilking/Reuters
Rick Wilking/Reuters

EUA recolhem 1,5 bilhão de ovos por contaminação com salmonela

Expressivo aumento dos casos de contaminação entre maio e julho está sendo investigado

Filipe Domingues, da Agência Estado,

23 de agosto de 2010 | 08h02

A descoberta de bactéria salmonela em ovos produzidos nos Estados Unidos já provocou um dos maiores recalls da história do país. Segundo autoridades da indústria de aves, mais de 1,5 bilhão de ovos foram recolhidos de circulação para análise e tratamento. Embora não haja casos de morte relacionados à salmonela em ovos, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) está investigando a origem do expressivo aumento dos casos de contaminação entre maio e julho, que dobraram em relação ao número normal no período, para 1,95 mil.

De acordo com a diretora de Programas de Segurança Alimentar do Egg Safety Center (instituição que trabalha para reduzir a incidência de doenças alimentares), Krista Eberle, apenas a produtora Hillandale Farms, de Iowa, fez ontem o recall de 170 milhões de ovos que haviam sido distribuídos em 14 Estados do país. "Este é, com certeza, um dos maiores recalls que a indústria já viu", disse Eberle. Outros 380 milhões de ovos foram voluntariamente recolhidos uma semana antes pela Wright County Egg, também do Estado de Iowa.

A FDA e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estão buscando confirmar quantas pessoas foram contaminadas por ovos nos 14 Estados, da Califórnia ao Arkansas. A porta-voz da FDA, Pat El-Hinnawy, afirmou que há investigações de campo tanto na Hillandale Farms quanto na Wright County Egg. "Os recalls estão relacionados", declarou.

O CDC alertou que o surto pode ser ainda maior do que se relatou até o momento, porque a maioria das pessoas que ficam doentes por causa da salmonela não procura atendimento médico. "Muito mais gente deve ter sido afetada", avisou o diretor de relações públicas do CDC, Glen Nowak.

A FDA acredita que animais roedores contaminados podem ter espalhado a salmonela. As companhias resolveram pasteurizar todos os estoques de ovos frescos para matar a bactéria. Eberle disse que parte dos ovos recolhidos poderia ser pasteurizada e usada em produtos comerciais, como suplementos alimentares líquidos de claras de ovos ou misturas para panqueca.

A salmonela costuma ser disseminada principalmente por meio do consumo de alimentos contaminados com fezes de animais, de acordo com especialistas em saúde. Registros do CDC mostram que, a cada ano, aproximadamente 400 mil pessoas são infectadas por salmonela em alimentos nos Estados Unidos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
euaovosrecallcontaminaçãosalmonela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.