Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA: renda pessoal cresce 0,2% e gastos sobem 0,2%

O Departamento do Comércio dos Estados Unidos informou que a renda pessoal dos norte-americanos cresceu 0,2% em outubro ante setembro, depois de subirem 0,4% no mês anterior. Economistas previam alta de 0,4% no mês. Foi o pior desempenho do dado desde a queda de 0,3% de abril. Já os gastos com consumo aumentaram 0,2% em outubro ante setembro, depois de subirem 0,3% em setembro. Economistas previam alta de 0,3%. Foi o aumento mais fraco desde a alta de 0,2% de junho. Ajustados à inflação, os gastos com consumo ficaram inalterados em outubro.A renda pessoal disponível - renda após impostos - cresceu 0,1% em outubro, depois do aumento de 0,4% em setembro. Já o índice de poupança, como porcentagem da renda pessoal disponível, foi de 0,5% em outubro, ante os 0,7% de setembro. PCEO índice de preços para gastos com consumo pessoal (conhecido pela sigla em inglês PCE) subiu 0,3% em outubro em comparação a setembro. A previsão dos economistas era de aumento de 0,4%. O núcleo do PCE subiu 0,2% em outubro ante setembro, mesma variação de setembro em relação a agosto.Em comparação a outubro do ano passado, o índice de preços PCE avançou 2,9%. A variação anual do núcleo do índice de preços PCE, considerado indicador de preços pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), foi alta de 1,9% em outubro e ficou, portanto, dentro da zona de conforto do Fed, de elevação entre 1% a 2%. Em setembro e agosto, o núcleo do índice de preços PCE havia ficado dentro da margem. Em setembro, o núcleo do índice de preços PCE havia registrado alta anual de 1,9%. As informações são da Dow Jones.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

30 de novembro de 2007 | 11h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.