EUA: Republicano acredita em acordo ainda hoje

O senador republicano Bob Corker afirmou hoje que um acordo para elevar o teto da dívida e reabrir o governo dos Estados Unidos pode ser alcançado até o fim do dia. "Eu realmente acredito que as pessoas estão voltando para o assunto correto e espero que até o fim do dia nós tenhamos um acordo que faça sentido para o nosso país", comentou ele em uma entrevista para o programa Today Show, da emissora NBC.

AE, Agencia Estado

14 de outubro de 2013 | 12h52

O senador reconheceu que alguns deputados da ala mais radical do seu partido, o Tea Party, exageraram ao querer repelir totalmente a reforma da saúde como condição para elevar o teto da dívida. "É uma estratégia que não gera frutos", comentou.

Entretanto, ele também acredita que o senadores democratas exageraram ao querer elevar os gastos do governo para o ano fiscal de 2014, que começou este mês. Seria uma forma de reverter os cortes automáticos de gastos que entraram em vigor em março deste ano.

Não ficou claro, na fala de Corker, de onde viria o acordo. Mesmo que os senadores democratas consigam aprovar um projeto para elevar o teto da dívida por um prazo intermediário e reabrir o governo federal, essa proposta enfrentaria um grande obstáculo na Câmara, controlada pelos republicanos. Os deputados, por sua vez, já disseram que a responsabilidade de uma solução agora está nas mãos do Senado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAparalisaçãonegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.