finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA: Republicanos otimistas após reunião com Obama

Os senadores republicanos que se encontraram hoje com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, saíram animados do encontro, apesar de explicarem que um acordo para elevar o teto da dívida e reabrir o governo ainda está relativamente distante. Segundo o senador John McCain, Obama está aberto a assumir um compromisso com os republicanos em algumas questões fiscais, mas um acordo final ainda está "longe de acontecer".

AE, Agencia Estado

11 de outubro de 2013 | 16h04

McCain reconheceu que os republicanos iniciaram as conversas com uma nova postura, após pesquisas de opinião mostrarem que o impasse fiscal está sendo "devastador" para a imagem do partido. Já a senadora Lindsey Graham disse que o encontro foi produtivo e tem esperanças de que isso pode levar a um acordo para elevar o teto da dívida e reabrir o governo.

Segundo Graham, seria ainda mais produtivo se Obama conversasse com os deputados republicanos. Ela diz que está cada vez mais confiante de que a Câmara deve aprovar um acordo nas próximas 48 horas. Para o senador Bob Corker, o encontro foi muito útil e não simplesmente uma negociação por barganhas. "Foi uma boa conversa, mas inconclusiva", resumiu a senadora Susan Collins.

Collins disse ainda que Obama ouviu seu plano para elevar o teto da dívida e reabrir o governo, em troca de algumas mudanças na reforma na saúde, mas não o endossou. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.