EUA: revisão de PIB de 4º trimestre de 2009 confirma maior aceleração desde 2003

Crescimento foi revisado de 5,7% para 5,6%; PIB anual registrou contração de 2,4%.

BBC Brasil, BBC

26 de março de 2010 | 10h49

A taxa de crescimento da economia dos Estados Unidos no último trimestre de 2009 foi revisada para baixo - de 5,7% para 5,6% -, nesta sexta-feira, pelo Departamento de Comércio americano.

Esta é a terceira e última estimativa do órgão sobre a atividade econômica do período de outubro a dezembro do ano passado, em relação ao trimestre anterior.

O primeiro cálculo, divulgado em 29 de janeiro, colocava a taxa em 5,7%. Em fevereiro, ela chegou a ser estimada em 5,9%. No trimestre anterior, ao Produto Interno Bruto (PIB) americano havia crescido 2,2%.

Apesar da ligeira queda, esta ainda é a maior aceleração desde o último trimestre de 2003.

A estimativa para a taxa anual não se alterou: em relação ao último trimestre de 2008, a taxa do Produto Interno Bruto (PIB) registrou contração de 2,4%, o pior resultado desde 1946.

Ritmo diminuído

Os números do Departamento de Comércio americano reforçam a avaliação de que a maior economia do mundo está saindo rapidamente da recessão.

Mas muitos analistas também acreditam que o crescimento dos Estados Unidos diminuiu de ritmo neste atual trimestre.

A revisão do PIB foi um reflexo na revisão de fatores como o investimento privado, exportações, importações e gastos do consumidor.

Após a divulgação do novo número, as bolsas americanas seguiram operando sem alterações significativas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
estados unidospibeuacrescimentocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.