EUA sinalizam disposição para cortar subsídios agrícolas

Cortes darão novo fôlego às negociações comerciais internacionais

Gerson Freitas Jr.com Dow Jones,

19 de setembro de 2007 | 16h33

Os Estados Unidos sinalizaram disposição para limitar seus subsídios agrícolas distorcivos a um patamar entre US$ 13 bilhões e US$ 16 bilhões, o que dá novo fôlego às negociações comerciais no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC).  Os americanos nunca haviam dito, publicamente, que aceitariam cortar os pagamentos aos agricultores a níveis inferiores a US$ 23 bilhões.  A notícia foi dada pelo mediador da negociação agrícola, Crawford Falconer. O neozelandês observou que a proposta dos Estados Unidos depende que outros países aceitem os cortes propostos para as tarifas de importação. Os subsídios agrícolas concedidos pelos países mais ricos são uma das principais barreiras para o avanço da rodada Doha, que tem o objetivo de liberalizar o comércio internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOMCRodada Doha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.