finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA têm 'Black Friday' dos populares

As lojas de desconto começaram bem a Black Friday (sexta-feira negra), com os produtos vendidos a preços baixos para atrair clientes trazendo multidões para as lojas, enquanto que os varejistas de produtos mais caros e algumas lojas de roupas viam um movimento mais lento, mesmo com grandes descontos.

Agencia Estado

28 de novembro de 2009 | 08h46

A Black Friday é o dia seguinte ao feriado de Ação de Graças, quando os varejistas promovem grandes remarcações nos preços para atrair consumidores. A data abre a temporada de compras de fim de ano e normalmente é o período responsável por uma boa fatia das receitas anuais dos varejistas.

Lojas de departamento como Wal-Mart, Target, J.C. Penney e a varejista de eletrônicos Best Buy notaram forte demanda por itens caros, com os produtos eletrônicos em destaque. Mas também havia procura por itens mais difíceis de vender, como joias e utensílios de cozinha.

Tudo o que sabemos sobre:
Black FridayEUAdesconto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.