EUA têm déficit comercial de US$ 58,2 bi em janeiro

Saldo negativo foi menor que o esperado, já que as exportações registraram o maior crescimento em seis meses

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

11 de março de 2008 | 09h58

O déficit comercial dos EUA aumentou em janeiro, à medida que os contratos de petróleo atingiram novo recorde de preço. Mas o saldo negativo foi menor que o esperado, já que as exportações registraram o maior crescimento em seis meses. O déficit comercial subiu em 0,6% para US$ 58,2 bilhões, de um déficit revisado em dezembro de US$ 57,86 bilhões. Originalmente, o saldo negativo de dezembro era de US$ 58,76 bilhões. Economistas esperavam um déficit em janeiro de US$ 59,75 bilhões.       Veja também:   Inflação da China excede previsões e sobe a 8,7% em fevereiro Fed toma mais medidas para elevar liquidez do mercado Entenda a crise nos Estados Unidos   Veja os efeitos da desvalorização do dólar ESPECIAL: Preço do petróleo em alta Evolução do preço do dólar  As exportações em janeiro saltaram 1,6% para US$ 148,23 bilhões, de US$ 145,86 bilhões em dezembro. As importações subiram 1,3% em janeiro para US$ 206,43 bilhões, de US$ 203,72 bilhões no mês anterior.O déficit dos EUA com a China aumentou para US$ 20,31 bilhões, de US$ 18,79 bilhões em dezembro. O déficit com o Japão se manteve em US$ 6,59 bilhões. Com a zona do euro, o déficit comercial diminuiu para US$ 5,12 bilhões, ante US$ 6,12 bilhões em dezembro. Com o Brasil, o superávit dos EUA caiu para US$ 15 milhões em janeiro, ante os US$ 558 milhões em dezembro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
crise nos EUAdéficit comercial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.