EUA têm déficit comercial de US$ 59,14 bi em agosto

O déficit comercial dos Estados Unidos recuou em agosto, refletindo a queda nos preços do petróleo e um volume menor de aquisições da matéria-prima (commodity), além de uma redução nas importações em geral por conta das perspectivas de fraqueza da economia.O déficit caiu 3,5% em agosto para US$ 59,14 bilhões, de US$ 61,31 bilhões em julho, dado revisado de US$ 62,2 bilhões, informou hoje o Departamento do Comércio americano. Economistas esperavam déficit de US$ 58,50 bilhões em agosto.As exportações recuaram 2% em agosto para US$ 164,72 bilhões, de US$ 168,09 bilhões em julho, e as importações caíram 2,41% para US$ 223,85 bilhões, de US$ 229,39 bilhões.O valor das importações de petróleo em dólares atingiu US$ 37 bilhões em agosto, abaixo de US$ 42,64 bilhões em julho. O preço médio do barril de petróleo recuou US$ 4,67 para US$ 119,99. Em volume, as importações de petróleo caíram para 308,38 milhões de barris em agosto, de 342,02 milhões de barris em julho.Preços das importaçõesO índice de preços das importações dos Estados Unidos recuou 3% em setembro em comparação a agosto, ritmo de queda mais acentuado desde abril de 2003, informou hoje o Departamento do Trabalho americano. Em agosto, a queda no mês foi de 2,6%, dado revisado de um declínio de 3,7%. Economistas estimavam declínio de 2,9% em setembro. Em comparação ao mesmo período do ano passado, no entanto, os preços subiram 14,5%, um reflexo dos ganhos registrados no início deste ano. Os preços das importações de petróleo caíram 9% em setembro ante agosto deste ano, o maior recuo em dois anos, mas subiram 47,1% na comparação com setembro de 2007. Excluindo petróleo, os preços recuaram 0,9% na comparação mensal e subiram 6,5% na anual. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.