EUA têm maior taxa de desemprego em dois anos

Em dezembro, o índice subiu para 5%, o maior desde novembro de 2005.

BBC Brasil, BBC

04 de janeiro de 2008 | 16h45

O desemprego nos Estados Unidos atingiu a taxa mais alta nos últimos dois anos, segundo estatísticas divulgadas nesta sexta-feira pelo governo americano.De acordo com os números do Departamento do Trabalho, a taxa de desemprego registrada em dezembro de 2007 foi de 5%, a maior desde novembro de 2005. Em novembro do ano passado, o índice havia ficado em 4,7%.As estatísticas mostram que, em dezembro, 18 mil novos empregos foram criados, bem abaixo das projeções dos economistas (70 mil) e dos números do mês anterior, quando 115 mil novos trabalhadores foram absorvidos pelo mercado de trabalho.Ainda segundo o Departamento do Trabalho, o ritmo da criação de novos empregos em dezembro foi o mais lento desde agosto de 2003. O setor de serviços, como o da saúde, ganhou o maior número de novos postos de trabalho, enquanto que o setor da construção reduziu suas vagas.MedoOs dados alimentam o medo de que a maior economia do mundo esteja caminhando para uma recessão e reforça a previsão de que o Federal Reserve, o Banco Central americano, reduza a taxa de juros em até meio ponto percentual no fim do mês.A expectativa nos mercados, no entanto, é de que o Fed reduza os juros em 0,25 ponto percentual, passando de 4,25% para 4%.Os números do mercado de trabalho americano podem indicar se a economia está ou não superando o tombo sofrido pelo mercado imobiliário e o aperto do crédito em 2007. Segundo analistas da BBC nos Estados Unidos, a diminuição das vagas pode ainda afetar os gastos dos consumidores, que respondem por 70% dos ganhos da economia americana.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.