Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

EUA tem menor crescimento trimestral dos últimos 3 anos

A diminuição nas despesas dos consumidores, o desaquecimento do mercado imobiliário e a redução nos investimentos empresariais fizeram com que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos, no quarto trimestre de 2005, ficasse no nível mais baixo dos últimos três anos: com alta de apenas 1,1%.O número se situa muito abaixo do registrado durante o terceiro trimestre do ano, quando a maior economia mundial cresceu a um ritmo de 4,1%. Além desse desaquecimento, a notícia foi uma surpresa para o mercado acionário de Wall Street, que esperava um crescimento de 2,8% durante os últimos três meses do ano.As despesas em bens duráveis, como automóveis, caíram 17,5% entre outubro e dezembro, a maior redução desde 1987, quando em plena crise da bolsa, tais despesas caíram 23,2% durante um trimestre.AcumuladoCom o resultado do último período do ano, foi constatado que em 2005, o PIB norte-americano cresceu, no total, 3,5%. O resultado é quase um ponto percentual menor do que o registrado em 2004, quando a alta foi de 4,2%. Apesar da baixa, os especialistas ainda consideram o cenário positivo, levando-se em conta que no ano passado os EUA tiveram de lidar com a devastadora fatura dos furacões Rita e Katrina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.