Cláudia Trevisan/ESTADÃO
Cláudia Trevisan/ESTADÃO

EUA têm menor nível de desemprego em 50 anos

Taxa caiu de 3,7% para 3,5% em setembro, menor índice desde dezembro de 1969, com a criação de 136 mil vagas

Sergio Caldas, O Estado de S.Paulo

04 de outubro de 2019 | 10h24

Os Estados Unidos criaram 136 mil empregos em setembro, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta sexta-feira, 4, pelo Departamento do Trabalho. A a taxa de desemprego caiu de 3,7% em agosto para 3,5% em setembro, atingindo o menor nível desde dezembro de 1969. A projeção do mercado era de manutenção da taxa em 3,7%.

O número combinado de criação de postos de trabalho de agosto e julho foi revisado para cima, em 45 mil postos.

O resultado veio abaixo da mediana da previsão de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, de geração de 150 mil vagas.

O salário médio por hora dos trabalhadores caiu 0,04% em setembro ante agosto, ou US$ 0,01, para US$ 28,09 por hora. Na comparação anual, o aumento foi de 2,9%. As previsões eram de ganho mensal de 0,20% e de acréscimo anual de 3,2%.

A fatia da população dos EUA que participa da força de trabalho ficou inalterada em setembro ante o mês anterior, em 63,2%.

Depois da divugação desses números, o presidente Donald Trump usou sua conta no Twitter para criticar o processo de impeachment contra ele em andamento no Congresso americano.

"Última notícia: taxa de desemprego cai a 3,5%, na mínima em 50 anos. Uau América, vamos impedir seu presidente (mesmo que ele não tenha feito nada de errado!)", escreveu. / COM DOW JONES NEWSWIRES

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.