finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA tentam dividir países em desenvolvimento, acusa ong

A organização não governamental Action Aid está denunciando o aumento da pressão dos Estados Unidos para esvaziar o G-21, grupo de países em desenvolvimento liderados pelo Brasil, que reivindica a eliminação total dos subsídios agrícolas e maior acesso a mercados. Segundo o coordenador da campanha internacional de comércio da Action Aid, Adriano Campolina, os Estados Unidos estão pressionando a Costa Rica, Guatemala e El Salvador para abandonar o G-21, em troca de cotas comerciais.Campolina disse que esta oferta foi feita pelo representante de comércio norte-americano, Robert Zoelick, em reuniões bilateriais, a portas fechadas, com cada um dos países. Este movimento dos Estados Unidos, na opinião do ativista, visa a buscar um esvaziamento do G-21. "Entretanto, não existem evidências de que tais pressões tenham surtido efeito", afirmou. "As ameaças e tentativas de suborno praticadas pelo Estados Unidos demonstram antes de tudo seu temor frente ao novo equilíbrio de forças na Organização Mundial de Comércio, com o surgimento e fortalecimento do G-21".Os representantes do G-21 se reuniram hoje com os membros da União Africana, buscando adesão. "O surgimento do G-21 representa a grande mudança de Cancún em relação à Doha e a inclusão dos países africanos só reforça a importância do tema de desenvolvimento nas negociações comerciais", afirmou o ativista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.