coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

EUA tentam reduzir atraso em voos

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou ontem, por 361 votos a 41, um projeto para aliviar os atrasos de voos no país causados pelas licenças não remuneradas de controladores de tráfego aéreo. O problema reacendeu o debate sobre os cortes automáticos de gastos federais que entraram em vigor em março.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2013 | 02h07

O projeto já havia sido aprovado pelo Senado ontem e agora segue à sanção do presidente Barack Obama. A Casa Branca, que se envolveu nas definições do acordo, disse que Obama vai sancioná-lo.

A legislação do Senado, elaborada por parlamentares dos dois partidos, dará ao Departamento de Transportes, que gere a Administração Federal de Aviação (FAA, em inglês), maior flexibilidade orçamentária para reduzir o número de controladores de tráfego aéreo em licença não remunerada, o que causou os atrasos e cancelamentos de voos desta semana. O projeto permite que a FAA redirecione até US$ 253 milhões de outras áreas do orçamento para incrementar o setor de funcionários e operações. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.