finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA voltam a preocupar investidores e mercados na Ásia caem

As bolsas de valores da Ásiaregistraram a maior queda em quase duas semanas nestaquarta-feira, interrompendo uma recente recuperação depois queinvestidores voltaram a se afastar de ativos mais arriscadospor conta de temores renovados sobre a saúde da economia dosEstados Unidos. As preocupações motivaram os investidores a correr atrás detítulos do governo japonês e fizeram o iene alcançar por ummomento o maior nível contra o dólar em uma semana e meia.Enquanto isso, os preços de commodities, incluindo cobre epetróleo, reduziram preocupações de que um crescimento menorirá ferir a demanda. Os futuros dos Treasuries saltaram para omaior patamar em 20 meses. Um relatório que mostra que a confiança do consumidornorte-americano caiu para o ponto mais baixo em quase dois anose uma decisão do Merrill Lynch de reduzir suas classificaçõessobre alguns grandes bancos dos EUA, por causa das turbulênciasnos mercados de crédito, afastaram os investidores de ações. Além disso, dados que revelaram a maior queda já registradanos preços de casas nos EUA serviram para manter osinvestidores ainda mais longe, por conta de preocupações de queo consumo dos norte-americanos, que movimenta cerca de 70 porcento da maior economia do mundo, será atingido. "Há preocupações de que o impacto dos problemas no mercadode crédito de risco imobiliário dos EUA irá atingir a demandano lado exportador", disse Lim Chang-gue, gerente de fundos daSamsung Investment Trust Management. O índice MSCI que reúne os principais mercados da regiãoÁsia-Pacífico, menos o Japão, recuava 1,32 por cento depois decair mais cedo 2,1 por cento, a maior queda percentual diáriadesde o tombo de 5,7 por cento registrado em 16 de agosto. A bolsa de TÓQUIO caiu 1,69 por cento, para 16.012 pontos.Enquanto isso, o mercado de SEUL se desvalorizou 0,17 porcento, para 1.826 pontos. Exportadores como a SamsungElectronics e Toyota Motors perderam terreno com a valorizaçãodo iene. HONG KONG perdeu 1,47 e XANGAI recuou 1,64 por cento. Abolsa de TAIWAN caiu 0,97 por cento. CINGAPURA registrou desvalorização de 0,25 por cento eSYDNEY apurou perda de 1,23 por cento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.