Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Eunício prorroga vigência da MP da reforma trabalhista por 60 dias

Ajuste da reforma trabalhista foi posto em segundo plano em Brasília e a Comissão Mista da MP 808 sequer foi instalada; prorrogação é tida como 'oportuna para as centrais'

Fernando Nakagawa e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2018 | 16h32

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), assinou ato da presidência do Legislativo para prorrogar a vigência da Medida Provisória (MP) 808, que ajusta pontos da reforma trabalhista. Editada em novembro, a MP está parada no Congresso e perderia a vigência nesta quinta-feira, 22.

++ ENTENDA: como ficou a lei com a nova MP publicada pelo governo

Enquanto o governo concentrou esforços na tentativa frustrada de avançar com a reforma da Previdência nos últimos meses, o ajuste da reforma trabalhista foi posto em segundo plano em Brasília. A Comissão Mista da MP 808 sequer foi instalada e vários partidos ainda não confirmaram quais nomes farão parte da comissão.

++ Leia o texto da Medida Provisória 808 na íntegra

Também não foram escolhidos o presidente e o relator, mas há expectativa de que o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) - que relatou a reforma na Câmara - seja escolhido para o posto.

O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antônio Neto, avalia que essa prorrogação é "oportuna para as centrais". "Porque, pelo menos, temos a oportunidade de tentar promover as mudanças para mitigar parte dos efeitos da reforma que ainda não foram aplicados por conta da MP", diz.

++Trabalhadores ainda desconhecem nova CLT

Mais conteúdo sobre:
reforma trabalhista

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.