Euro deve se valorizar frente ao dólar

O presidente do Bundesbank (o banco central alemão), Ernst Welteke, disse ontem que o euro deverá subir ante o dólar respaldado pelos fundamentos econômicos. "Estamos convencidos de que assim que os mercados perceberem a diferença de expectativas e de taxas de crescimento entre a zona do euro e os Estados Unidos, o euro irá subir em relação ao dólar", disse. Ele não quis dar um valor-alvo para o euro, limitando-se a dizer que o Banco Central Europeu (BCE) não tem como objetivo uma taxa cambial específica entre as duas moedas. Contudo, disse que é do interesse do BCE ter um euro forte. O euro estava oscilando ontem ao redor de US$ 0,9216, o que representa uma queda de mais de 20% em relação ao seu valor de lançamento, US$ 1,1668, em janeiro de 1999.O executivo indicou que o BCE irá cortar as taxas de juro tão logo as condições econômicas justifiquem tal medida. Ele disse que as pressões inflacionárias estão caindo na zona do euro, mas os riscos ainda não podem ser excluídos. Segundo ele, um dos risco é a desaceleração da economia americana, que poderá afetar a zona do euro diretamente porque 10% do comércio do bloco econômico é feito com os EUA. Uma desaceleração econômica também seria sentida indiretamente por causa de seus efeitos no comércio global. "Se o crescimento econômico dos EUA cair, isso terá um impacto na economia mundial", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.