Pixabay
Pixabay

Euro volta a cair e opera abaixo da paridade com o dólar

Investidores avaliam que dados de inflação nos EUA reforçam a necessidade de agressivo aperto monetário do banco central local, que deve subir juros em ritmo mais rápido que os pares desenvolvidos

André Marinho, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2022 | 11h14

O euro acentuou queda nesta quinta-feira, 14, e voltou a operar abaixo da paridade com o dólar, em meio ao movimento global de valorização da divisa americana. O fenômeno já havia sido registrado na quarta logo após a divulgação da inflação nos Estados Unidos, mas a moeda comum se recuperou em seguida. 

O euro vem perdendo terreno em relação ao dólar desde o início do ano, quando oscilou em torno de US$ 1,13; em meio a uma agressiva iniciativa de combate à inflação do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), juntamente com os transtornos globais mais amplos provocados pela invasão da Ucrânia pela Rússia

Investidores avaliam que dados de inflação reforçam a necessidade de agressivo aperto monetário do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que deve subir juros em ritmo mais rápido que os pares desenvolvidos. A moeda europeia, em particular, é penalizada pelo risco crescente de recessão na União Europeia. 

Às 10h30, o euro recuava a US$ 0,99745. O índice DXY - que mede o dólar ante seis rivais fortes - avançava 109,168 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.