Euro estabelece nova máxima história frente ao dólar

O euro estabeleceu uma nova máxima histórica, cruzando a fronteira de US$ 1,29 e atingindo US$ 1,2930 pela manhã, de acordo com cotações da Comstock. A alta foi sustentada por declarações de um membro do Banco Central Europeu sugerindo que a instituição ainda não está pronta para frear a valorização da moeda. Em entrevista coletiva, em Bruxelas, o presidente do Banco Nacional Belga e membro do conselho do BCE, Guy Quaden, afirmou que uma alta mais forte do euro não será bem-vinda, mas destacou que as autoridades não têm ainda uma "marca de dor", que motivaria intervenções. Os comentários se somaram às declarações do presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, que ignorou, segunda-feira, os apelos para pelo menos fazer críticas mais contundentes que pudessem conter a depreciação do dólar. O recorde anterior do euro era de 12 de janeiro, quando a moeda foi cotada a US$ 1,2899. O dólar também perdeu força para a libra esterlina, que subiu para US$ 1,9143, nova máxima em uma década. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.