Eurobônus é questão de tempo, diz Schulz a revista

O presidente do Parlamento Europeu recentemente eleito, Martin Schulz, afirmou que a criação de bônus garantidos conjuntamente pelos países membros da zona do euro é "só uma questão de tempo", de acordo com uma entrevista que será publicada pela revista austríaca Profil na segunda-feira. Schulz disse que também espera que o muito debatido imposto financeiro seja introduzido na União Europeia em breve, apesar da oposição do Reino Unido.

AE, Agencia Estado

21 de janeiro de 2012 | 15h06

A cobrança de 0,05% sobre a transação financeira resultará na arrecadação de até ? 200 bilhões por ano na União Europeia, afirmou Schulz na entrevista.

Ele alertou que os EUA tem desmerecido a Europa e acredita que o bloco se tornou paroquial e sem metas ambiciosas, de acordo com a entrevista.

"A Alemanha, como a economia mais forte e mais globalizada na zona do euro, pode vir com a opinião de que poderá sobreviver sem a Europa", ressaltou o presidente do Parlamento Europeu. "A ilusão de que a nação é forte o suficiente para os desafios do século 21 poderá se fortalecer mais, mas nós precisamos evitar isso", disse Schulz à revista. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EurobônusSchulz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.