Europa abre processo contra Grécia por não reaver impostos ilegais

Dedução de até 35% de companhias de setores industriais foi considerada subsídio estatal

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de fevereiro de 2010 | 11h05

A Comissão Europeia abriu um processo judicial contra a Grécia por não recuperar ganhos obtidos por empresas com isenções ilegais de impostos considerados ilegais concedidos pelo governo durante 2003 e 2004. A Grécia permitiu que companhias deduzissem até 35% de seus lucros naqueles anos da base de imposto, para projetos em uma série de setores industriais, incluindo o setor têxtil, a produção de automóveis e do setor de mineração.

 

A comissão, braço executivo da União Europeia, decidiu em 2007 que esta dedução de imposto era um subsídio estatal ilegal para as empresas e ordenou à Grécia que recuperasse esses recursos. A comissão afirmou nesta quarta-feira que a Grécia deixou de apresentar confirmação de que coletou esses impostos e mencionou o problema à Corte Europeia de Justiça. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.