Europa aprova condenação na OMC à sobretaxa do aço dos EUA

A Confederação Européia das Indústrias Siderúrgicas (Eurofer European Confederation of Iron and Steel Industries) reagiu de maneira positiva à decisão do Orgão de Apelação da Organização Mundial de Comércio (OMC), que condenou os Estados Unidos pela imposição de altas taxas sobre as importações do aço. A prática, estabelecida pelo presidente George W. Bush, em 20 de março de 2002, viola as regras do comércio mundial. Os EUA já anteciparam que não estão de acordo com a decisão da OMC, mas se não retirarem rapidamente as taxas de importação correm o risco de enfrentar represálias por parte da União Européia (UE), que ameaçou com sanções de US$ 2,2 bilhões contra as importações de bens americanos. O comunicado de imprensa da Eurofer lembra que no primeiro ano de execução das medidas norte-americanas, as exportações européias dos produtos siderúrgicos diminuíram em 36,5% (1.426 mil toneladas), enquanto que as importações no resto do mundo aumentaram em 4% (724 mil toneladas).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.