coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Europa define valor para retaliar os EUA no caso do aço

A Comissão da União Européia (UE) está propondo tarifas retaliatórias de ? 378 milhões (US$ 341,4 milhões) sobre as exportações norte-americanas, incluindo cigarros, legumes congelados e papel na disputa contra as tarifas do aço impostas pelo governo norte-americano.A Comissão, braço executivo da UE, disse que apresentou uma lista de produtos à Organização Mundial do Comércio (OMC) antes do prazo final de 17 de maio. A UE decidirá se aplicará as tarifas até o prazo estabelecido em 18 de junho. As tarifas retaliatórias serão aplicadas a menos que os EUA concordem em remover as tarifas de 30% impostas sobre o aço.Para exercer pressão sobre os EUA, a UE preparou uma lista de produtos a partir de Estados politicamente sensíveis, considerados cruciais nas próximas eleições legislativas de novembro nos EUA. Os países-membros da UE alteraram a lista nas últimas semanas e a versão final foi aprovada na semana passada.A lista inclui uma tarifa de 15% sobre o papel higiênico, 30% sobre cigarros e 15% sobre papel para escrever. Uma mudança significativa foi feita nas tarifas sobre os sucos de frutas. A Comissão agora tem em vista três produtos em vez de seis, porém esses itens poderão ter uma tarifa de 100%.Além da lista de produtos no valor de ? 378 milhões, a UE também apresentou uma lista mais longa de produtos norte-americanos, no valor de ? 606 milhões (US$ 547,4 milhões). As tarifas dessa lista serão aplicadas caso a OMC decida que as tarifas impostas pelos EUA violam as normas internacionais de comércio. Essa decisão da OMC não deverá ocorrer em menos de dois anos.As apresentações das listas não foram surpreendentes, disse um representante do governo norte-americano, o qual afirma também que ainda está em aberto a questão sobre os ministros das Relações Exteriores da UE decidirem pela aplicação das tarifas em reunião a ser realizada em 10 de junho.O porta-voz da UE, Anthony Gooch, disse que o órgão submeteu as listas dentro do prazo de 60 dias para proteger seus direitos, segundo as normas da OMC. A UE disse que tem o direito de retaliação no prazo de três meses, após a imposição de tarifas pelos EUA, pois as medidas foram aplicadas de forma indevida.

Agencia Estado,

14 de maio de 2002 | 15h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.