Europa deve multar Nintendo e casas de leilão por formação de cartel

O comissário para a Competição da União Européia, Mario Monti, deve emitir veredictos nesta quarta--feira sobre a formação de dois cartéis, provando que ele ainda pode atuar de forma agressiva, apesar das acusações feitas contra ele na semana passada. Autoridades da UE disseram que a fabricante japonesa de videogame Nintendo e as distribuidoras européias devem ser multadas por práticas ilegais de vendas em meados dos anos 90. Também deverão ser penalizadas as duas maiores casas de leilão do mundo. A Sotheby´s e a Christie´s vão pagar multas por fixar preços durante sete anos.Ambos os casos são considerados importantes para restaurar o abalado prestígio de Monti. A Primeira Instância da Corte Européia abalou seu poder de bloquear fusões quando mudou dois vetos sobre fusões. Mas o chefe antitruste pode ainda abrir investigações contra empresas e ordenar buscas através de investigadores para coletar evidências."Monti perdeu algum poder para bloquear fusões", disse Jacques Bourgeois, ex-comissário oficial e agora sócio da Akin Gump Strauss Hauer & Feld em Bruxelas. "Mas sua autoridade sobre os cartéis permanece intacta".A segunda maior fabricante de videogames do mundo, supõe-se, colaborou com os distribuidores para limitar o fluxo nas fronteiras dos jogos no período de 1995 a 2000. "A comissão deve proteger o público contra práticas comerciais que tentam artificialmente manter os preços em patamares altos", disse Monti no início das investigações em março de 2000.Outro agravante é a forma que a Nintendo e outros fabricantes de videogames amarram as máquinas (hardwares) com os programas (softwares). Os jogos da Nintendo funcionam apenas com os softwares Nintendo. Isso torna os clientes dependentes, dizem analistas. Embora a legislação não seja clara sobre se Monti pode ordenar buscas na Nintendo ou em outras fabricantes de jogos, as investigações podem fazer com que ele aplique pesadas multas. Sete outros distribuidores devem também ser multados.Já as casas de leilão Sotheby´s e a Christie´s devem sair do problema de forma mais fácil. Ambas as companhias já foram multadas nos EUA, onde elas concordaram em pagar mais de US$ 512 milhões. O ex-presidente do conselho da Sotheby´s está cumprindo sentença de um ano de prisão nos EUA.Autoridades da UE disseram que a investigação revelou provas de um acordo amplo entre as duas empresas para aumentar as taxas cobradas de vendedores em leilões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.