Europa está melhor que os EUA, diz chefe de ministros

A economia da zona do euro está em melhor forma do que a dos EUA e, até agora, não há indícios de que esteja sofrendo por causa da desaceleração nos EUA, disse o chefe do Euro Grupo de ministros de Finanças, Jean-Claude Juncker, primeiro-ministro e ministro das Finanças de Luxemburgo. Ele falou após uma reunião regular dos ministros de Finanças dos 15 países que usam o euro. "Estamos confortáveis com nossa situação econômica no momento", disse Juncker. Ele acrescentou que os ministros "não devem exagerar sua reação" às quedas do mercado acionário de hoje. Falando ao lado de Juncker, o chefe da Comissão para Assuntos Econômicos e Monetários da UE, Joaquin Almunia, disse que, embora o crescimento este ano provavelmente fique abaixo do potencial, não será por muito. Ele disse que a economia da zona do euro está "muito sólida; nossos fundamentos são saudáveis". Juncker alertou que a atual situação econômica é "altamente volátil e incerta" e disse que a possibilidade de uma recessão nos EUA não pode mais ser descartada. Juncker disse que uma recessão nos EUA atingiria o crescimento da zona do euro, mas acrescentou que os consumidores na Europa não precisam se acautelar. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.