Europa preocupa e bolsas da Ásia recuam

A maioria das bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta quarta-feira, com investidores aguardando mais sinais, antes de fazer apostas mais ousadas, de que os líderes europeus estejam combatendo a crise de dívida que ameaça o sistema financeiro.

REUTERS

28 de setembro de 2011 | 08h07

O petróleo e os metais se depreciaram e o cobre caiu mais de 4 por cento, com a recuperação dos ativos de maior risco perdendo força.

O dólar subiu no pregão asiático, com gestores de fundos buscando a segurança da moeda em meio a sinais de dificuldade para que o fundo anticrise da zona do euro seja aumentado.

Planos para aumentar o poder de fogo financeiro do fundo de 440 bilhões de euros enfrentam dura oposição na Alemanha. Também, o jornal Financial Times noticiou que uma divergência fora aberta dentro do bloco monetário sobre os termos do segundo pacote de empréstimos à Grécia.

Em Tóquio, o índice Nikkei teve leve alta de 0,07 por cento.

O iene se apreciou, com exportadores japoneses vendendo dólares e euros antes do fim do trimestre e da metade do ano fiscal do Japão.

O índice de Seul encerrou em baixa de 0,73 por cento. O mercado tombou 0,66 por cento em Hong Kong e a bolsa de Taiwan avançou 0,80 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai perdeu 0,95 por cento. Cingapura retrocedeu 0,91 por cento e Sydney fechou com valorização de 0,87 por cento.

(Por Alex Richardson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.