Europa redescobre Merkel e ações recuam

Os índices do mercado de ações da Europa fecharam em leve queda depois de um parlamentar da Alemanha afirmar que a chanceler do país, Angela Merkel, continua contrária à ideia de aumentar o poder de fogo de um fundo que seria introduzido no ano que vem e teria como objetivo ajudar países da zona do euro em dificuldades financeiras. A posição de Merkel, embora conhecida, serviu como argumento para os investidores venderem ações. Caíram as bolsas de Frankfurt (-0,19%), Paris (-0,35%) e Milão (-0,31%). Londres foi a exceção, com alta de 1,15%.

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2011 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.