Européia Arcelor assume controle da CST

A Arcelor, maior produtora de aço do mundo, informou hoje que fechou um acordo com a Companhia Vale do Rio Doce para aumentar a sua participação acionária na Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST) através da emissão de ações ´warrants´ no valor de aproximadamente US$ 1,21 bilhão. Através dessa operação de aumento de capital, a Arcelor se tornará a única controladora da CST. Segundo a Arcelor, a transação reconfirma o seu compromisso com o Brasil, uma das regiões do mundo mais atraentes na produção de aço. "A Arcelor está posicionada para ter um papel de liderança na consolidação da indústria de aço, tanto globalmente como no Brasil", disse a siderúrgica européia em nota oficial. "Esse negócio é mais um grande passo adiante da Arcelor relacionado ao crescimento e investimento no setor de aço brasileiro." A Arcelor informou que vai adquirir da Vale 869.045.672 ações ordinárias da CST, representado 4,42% do capital votante da empresa. Além disso, a siderúrgica com sede em Luxemburgo vai comprar 29,96% do capital não votante da CST. A transferência desses ativos, pela qual a Arcelor parará US$ 415,1 milhões deverá ocorrem em 15 de setembro deste ano.A Arcelor também pagará US$ 163,4 milhões em dinheiro à Vale pelo total de ações ordinárias da CST (4.034.524.170 ações) a serem adquiridas através do exercício de sua opção de compra prevista num acordo com a Vale. A Arcelor informou que quando a operação for completada, no segundo semestre deste ano, ela passará a controlar 64,72% do capital votante e 59,52% do capital não votante da CST. No total, o grupo europeu controlará 61,77% do capital da CST. A Arcelor disse que a sua decisão de investir no Brasil representa uma parte fundamental de sua estratégia de continuar competitiva globalmente. Através dessa estratégia, a Arcelor procura investir capital onde pode produzir produtos de alta qualidade com eficiência nos custos, servindo sua base de clientes mundial e criando valor para seus acionistas. Os detalhes da transação podem ser vistos na homepage da Arcelor: www.arcelor.com .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.