Evento vai debater sobre setor de energia do País

A discussão sobre o aumento das tarifas de eletricidade é um dos destaques do X Congresso Brasileiro de Energia, que começa nesta segunda-feira, no Rio, com painéis sobre aspectos relativos ao setor e as nova regulamentação proposta pelo governo.Um dos principais pontos a serem discutidos é o fato das tarifas aumentarem enquanto a renda da população está em queda. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostragem de Domícilios, do IBGE, enquanto o custo médio da energia subiu de R$ 93 para R$ 280 entre 1995 e 2003, a renda caiu de R$ 850 para R$ 650.O levantamento sobre os preços da energia foi feito pelo diretor do Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Elétrico (Ilumina), Roberto Pereira D´Araújo, um dos palestrantes do painel sobre o novo modelo do setor elétrico, que abrirá o evento.O congresso tem duração de três dias e também discutir sobre o mercado de gás natural, as perspectivas para a energia atômica no Brasil e pesquisa e planejamento energético.As discussões sobre o futuro da energia nuclear no Brasil ocorrem na semana em que a revista americana Science publicou artigo polêmico dizendo que o Brasil poderia produzir até seis ogivas nucleares com a fábrica de enriquecimento de urânio da base das Indústrias Nucleares Brasileiras (INB), em Resende, aumentando as pressões para a inspeção internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.