Divulgação
Divulgação

Ex-diretor do BC Carlos Hamilton pode integrar equipe econômica de futuro governo

Para Rubem Novaes, futuro presidente do BB, Hamilton seria uma "aquisição importante para o grupo de transição"

Reuters

27 de novembro de 2018 | 15h06

BRASÍLIA - O economista Carlos Hamilton Araújo, ex-diretor do Banco Central, deve ser agregado ao grupo de transição do futuro governo e pode vir a ocupar novamente um cargo na área econômica, disse nessa terça-feira, 27, o futuro presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes.

Hamilton, que até julho ocupava a vice-presidência de serviços, infraestrutura e operações do Banco do Brasil, esteve nesta terça no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), onde funciona o gabinete de transição, segundo ele mesmo "para um café". Ele negou que estivesse cotado para algum cargo e saiu acompanhado de Novaes.

Para o futuro presidente do BB, Hamilton seria “uma aquisicação importante para o grupo de transição”.

"Foi uma primeira conversa hoje (nesta terça-feira), acho que ele vai se incorporar à equipe de transição", disse Novaes. Perguntado se Hamilton poderia vir a ocupar um cargo no BB, o futuro presidente do banco disse que "pode até ser".

"Certamente a intenção nossa é trazê-lo para o grupo", disse Novaes.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Bolsonaroeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.