Ex-diretor do BC defende intervenção se dólar cair muito

"Exagerado" como é, o mercado levará o dólar abaixo dos R$ 3,00 se o Banco Central não intervir no câmbio, assim como o levou "absurdamente" para as proximidades dos R$ 4,00 no ano passado. Isso prejudicaria os saldos da balança comercial, o ajuste externo e não traria um efeito positivo de maior relevância para os preços. A opinião é do consultor e especialista em câmbio Emílio Garófalo Filho, ex-diretor da Área Externa do Banco Central. "Quero crer que o BC desta vez não vai deixar o dólar derreter", avalia Garófalo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.