Ex-diretor do BC prevê recuperação cíclica

O ex-diretor do Banco Central, José Júlio Senna, acha que o País atravessará um período de crescimento nos próximos meses. Em entrevista ao Conta Corrente, da Globo News, ele analisou com otimismo o crescimento apresentado pela indústria no mês de agosto: "Os dados já mostram um crescimento bom, as nossas estimativas são de que no mês de setembro o resultado vai se repetir. Eu acho que até o começo do ano que vem vamos ter um conjunto de boas notícias", ponderou Senna. "A balança comercial está muito bem e está ajudando nesse crescimento da produção. A inflação está absolutamente sob controle, o juro real está caindo. Eu acho que até o começo do ano que vem, pelo menos, a economia vai apresentar o que chamamos recuperação cíclica." José Júlio Senna elogiou a atuação do BC no gerenciamento da política cambial, a quem creditou parte do mérito dessa recuperação. "Em primeiro lugar, a competente administração do processo de depreciação cambial que houve no Brasil, especialmente nesta fase mais recente", frisou. Senna ressaltou a importância de o BC pisar no freio monetário e convencer os empresários da estabilidade da alteração. "Essa mudança tinha de ser permanente para sinalizar para os produtores que eles precisavam produzir mais bens internacionais para colocá-los no mercado externo e melhorar a balança comercial", afirmou o ex-diretor do BC. "Os preços relativos mudam e os empresários produzem mais para exportação. Isto está em andamento e acho que continuará no ano que vem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.