Ex-diretora da Anac se defende de acusação de 'duas Denises'

Senador Wellington Salgado (PMDB-MG) fez referência a "duas Denises"

Da Redação,

11 de junho de 2008 | 16h29

Mais um bate-boca no depoimento da ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu na Comissão de Infra-estrutura do Senado. Desta vez entre Denise e o senador Wellington Salgado (PMDB-MG). O senador fez referência a "duas Denises". "A anterior, que trabalhou para barrar restrições impostas pela Justiça, que em meio ao caos foi flagrada fumando charuto e incentivou o governo a cortar vôos de Congonhas. E a atual, que faz denúncias e traz documentos para prová-las", disse o senador em referência às denúncias feitas ao Estado (leia aqui).   Veja também: Para Virgílio, venda da Varig pode levar a nova CPI Senadores batem boca sobre 'perdão' da dívida da Varig Denise diz que dossiê pretendia pressioná-la psicologicamente Denise destaca rapidez incomum na certificação da nova Varig 'Governo arquitetou a saída dos diretores da Anac', diz Denise Turbulências da Varig     A ex-diretora da Anac revidou: "Não se trata de velha Denise ou nova Denise, eu não comparo nada que tenha a ver com Deus com coisas do plano terreno. Eu não gostaria que comparassem o processo de recuperação espiritual pelo qual eu passei. A velha e a nova são iguais, porque eu nunca menti sobre nada, nem naquela época nem agora". Denise disse ainda que não abre mão de sua opinião jurídica.   O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) saiu em defesa da ex-diretora da Anac e pediu para Salgado retomar a educação ao falar com Denise Abreu. "Eu só conheço essa Denise, nem velha nem nova. Nem tudo que ela disse me agradou, mas ela disse com lucidez". Salgado se justificou dizendo que não quis ofender, que se referiu à nova Denise no sentido de alguém que passou por uma recuperação espiritual.

Tudo o que sabemos sobre:
Denise AbreuVarig

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.