Ex-presidente da filial brasileira pede habeas-corpus

O ex-presidente da subsidiária brasileira da Cisco System Inc. Carlos Roberto Carnevali, preso pela Polícia Federal na Operação Persona, entrou ontem, no fim da tarde, no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com um pedido de habeas-corpus. O ministro Felix Fischer, relator do processo, deve analisar o pedido nos próximos dias.Dos 40 presos pela PF na quarta-feira da semana passada, 34 já foram soltos pela Justiça. Carnevali é um dos poucos que permanecem presos. Em seu depoimento à PF, o ex-presidente da empresa ficou calado. A Cisco e sua subsidiária no Brasil são acusadas de montar um esquema de fraudes nas importações de equipamentos de informática e softwares em São Paulo, com ramificações no Rio e Bahia.

Felipe Recondo, O Estadao de S.Paulo

23 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.