Ex-presidente da Mitsubishi é preso em Tóquio

Katsuhiko Kawasoe, de 67 anos, ex-presidente da Mitsubishi Motors Corp. foi preso hoje em decorrência do escândalo em que foi acusado de negligência por um acidente fatal ocorrido com um de seus veículos em 2002, informaram as autoridades. Outros cinco ex-executivos da Mitsubishi, incluindo um ex-presidente e um ex-vice-presidente da unidade de caminhões, também foram presos. Os seis estão sob custódia da polícia.No Japão, negligência profissional pode resultar em prisão ou pagamento de multa de até US$ 4,5 mil.Mitsubishi Motors deveria ter convocado recalls quando admitiu o defeito, quatro anos atrás. O defeito de fabricação de um caminhão da Mitsubishi Fuso, unidade de veículos comerciais que até 2003 era parte da Mitsubishi Motors, causou a morte de um motorista que bateu seu veículo de 9 toneladas, devido ao mal funcionamento da embreagem que provocou uma falha nos freios, em Yamaguchi, sudeste do Japão, em 2002.Segundo fontes oficiais, a Mitsubishi decidiu consertar os veículos com defeito sem notificar as autoridades, e não fez recalls para sua revisão geral, apesar de em maio de 1996 ter concluído que o defeito poderia produzir acidentes graves. A polícia investiga a responsabilidade dos executivos presos nesta iniciativa. Até o mês passado a Mitsubishi Fuso ainda não havia solicitado o recall dos 112 mil caminhões.

Agencia Estado,

10 de junho de 2004 | 15h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.