Ex-secretária de governo Menem é presa por corrupção

A ex-secretária de Recursos Naturais e mulher forte do governo de Carlos Menem (entre 1989 a 1999), María Julia Alsogaray, foi detida pela Justiça por decisão do juiz federal Canicoba Corral, quem a acusou de cometer o crime de peculato e irregularidades em sua administração. María Julia também é acusada, em outras causas, de enriquecimento ilícito, assim como outros ex- ministros e seguidores de Menem. Por peculato, Alsogaray poderá receber a pena de dois a oito anos de prisão, conforme o artigo 261 do Código Penal argentino. A causa pela qual a ex-funcionária foi detida teve início há três anos, por uma denúncia da Oficina Anti-corrupção de que Alsogaray teria feito vários superfaturamentos de obras da ordem de 200% para favorecer "empresas amigas". Ela também é acusada de autorizar obras inexistentes, cujos recursos teriam sido embolsados pela ex-secretária. Durante o governo de Menem, Alsogaray era classificada como a mulher mais poderosa da Casa Rosada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.