Ex-sócio da Avestruz Master tem habeas-corpus negado

O ex-sócio da Avestruz Master, Jerson Maciel da Silva, acusado de cometer crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, teve pedido de habeas-corpus negado pela ministra Ellen Gracie, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).Silva foi denunciado pelo Ministério Público Federal de Pernambuco (MPF/PE), junto com mais três pessoas, por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, contra a economia popular e contra as relações de consumo durante sua gestão na Agro Comércio e Representação de Avestruz Ltda. (Avestruz Master), fechada em novembro de 2005. Ele teve prisão preventiva decretada pela 4ª Vara Criminal da Seção Judiciária Federal de Recife.Ele teve pedidos de habeas-corpus negados no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) e, liminarmente, no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Contra esta decisão, Jerson impetrou habeas-corpus no STF.Ao indeferir a liminar, Ellen Gracie conclui dizendo que o mesmo decreto (de prisão preventiva) aponta a existência de "outro requisito autorizador da custódia preventiva que é o de estar um dos acusados foragido, face à decretação de sua prisão em outro processo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.