finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Executiva dos bancários indica a paralisação em todo País

A Executiva Nacional dos Bancários, representada pela Confederação Nacional dos Bancários (CNB-CUT), decidiu, no início da noite de hoje, a indicação de paralisação em todo o País para a próxima quinta-feira devido ao fracasso da negociação sobre o reajuste da campanha salarial. Os representantes da Federação Nacional do Bancos (Fenaban) aumentaram a proposta de reajuste de 9% para 10%. O presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, João Vaccari Neto, disse que a proposta é "muito ruim". Os bancários reivindicam o reajuste de 21,58%.A data-base da categoria é 1º de setembro e a próxima negociação foi marcada para o dia 8 do mesmo mês. Segundo a CNB-CUT, haverá paralisação da categoria na próxima quinta-feira e manifestações durante toda a semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.