Executivo do Credit Suisse será interrogado hoje

O suíço Peter Schaffner, responsável na matriz do Credit Suisse, em Zurique, pelas atividades desenvolvidas pelo escritório de representação do banco no Brasil, será interrogado pela Polícia Federal hoje, às 17 horas. Hoje pode ser o último dia da prisão temporária do executivo.Contudo, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal podem requerer à Justiça a prisão preventiva do suíço. Se for feito o pedido e a Justiça acatar, Schaffner ficará na cadeia até que a PF conclua a investigação de lavagem de dinheiro, evasão ilegal de divisas e formação de quadrilha por meio dos serviços oferecidos pelo escritório. No domingo, o juiz Fausto Martin de Sanctis já havia prorrogado a prisão temporária de Schaffner. Ele foi preso quarta-feira no aeroporto de Guarulhos, quando iria para a Suíça.Os advogados do escritório de representação do banco no Brasil tinham entrado com mandado de segurança no Tribunal Regional Federal (2ª instância) contra a decretação do segredo de justiça no procedimento criminal que está na primeira instância. O desembargador Cotrim Guimarães, do TRF, deu uma liminar exclusivamente para que os advogados possam ter acesso ao conteúdo apreendido nas diligências da polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.