Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Executivo vê Brasil com mais oportunidades no Brics

O Brasil é o país que pode proporcionar mais oportunidades de negócio dentre as nações que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), segundo Paulo Oliveira, ex-presidente da Brasil Investimentos e Negócios (BraiN). "Há a sensação de que o Brasil não é mais a bola da vez, mas as chances de negócios são estupendas quando comparadas às dos outros Brics, que ainda atraem muitas oportunidades", afirmou.

GABRIELA FORLIN, Agencia Estado

14 de outubro de 2013 | 17h37

Oliveira comentou que o México tem estado muito mais na pauta dos investidores, mas garantiu que as oportunidades no Brasil são crescentes, principalmente nos segmentos de venture capital e private equity.

O executivo disse também que o País tem algumas vantagens competitivas em relação ao Brics, como "sistema financeiro maduro, democracia organizada e poderes bem divididos".

"Ainda temos que melhorar em questão de governança corporativa; temos que ver como avançar mais nisso para fazer com que os negócios aconteçam de fato", acrescentou.

Como uma iniciativa positiva, Oliveira citou a criação do Comitê de Aquisições e Fusões (CAF). "É o máximo o CAF ter vindo à luz", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
BricsPaulo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.