Executivos recusam convites para comandar Barclays

O vice-chairman do banco Barclays, Michael Rake, e Rich Ricci, executivo-chefe da divisão de investimentos da instituição, recusaram os convites para o cargo de chairman da instituição, disseram jornais britânicos neste domingo.

AE-DJ, Agencia Estado

22 de julho de 2012 | 12h46

Isso significa que o Barclays continuará a enfrentar uma crise de liderança, iniciada com as recentes demissões de Bob Diamond como executivo-chefe, Marcus Angius como chairman e Jerry del Missier como chefe de operações. Eles renunciaram a seus cargos depois de revelado o envolvimento do Barclays em um esquema de manipulação da taxa de juros interbancária Libor.

Segundo o Sunday Times, vários dos principais acionistas do Barclays queriam que Rake fosse o novo chairman, mas John Sutherland, diretor não-executivo encarregado de liderar o processo de seleção, afirmou que Rake pediu para ter seu nome excluído da lista de candidatos. Já o Sunday Telegraph disse que Ricci "teria dito a amigos" que não pretende ser CEO do Barclays, preferindo permanecer na divisão de investment banking para restaurar a reputação do banco após o escândalo de manipulação da taxa Libor.

Não havia porta-vozes do Barclays disponíveis para comentar essas informações.

O Sunday Times também disse que outros possíveis candidatos ao comando do Barclays incluem o chairman do grupo Pearson, Glen Moreno, e o barão Augustine O''Donnell, ex-secretário do gabinete de governo e ex-representante do Reino Unido junto ao FMI e ao Banco Mundial. O jornal ressalvou que lorde O''Donnell também é considerado um candidato potencial a ser o próximo presidente do Banco da Inglaterra (BoE).

O Barclays já concordou em pagar US$ 450 milhões às autoridades reguladoras do setor financeiro do Reino Unido e dos EUA para não sofrer processos criminais por sua participação no escândalo de manipulação da Libor. As investigações prosseguem dos dois lados do Atlântico e outros grandes bancos poderão ser punidos por seu envolvimento no esquema. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BarclayschairmanLibor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.