carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Exército desloca tropas para a fronteira paraguaia

Dois dias depois de mobilizar 120 homens para ajudar a Receita Federal a vistoriar veículos e pessoas procedentes de Ciudad del Leste, no Paraguai, o Exército informou nesta quarta-feira que a Operação Iguatemi, iniciada dia 11 pelo Comando Militar do Oeste, com sede em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, deslocou suas ações para a fronteira com o Paraguai.A operação está mobilizando 1,2 mil soldados em sete municípios, entre Ponta Porã e Guaíra, no Paraná, que formam um corredor utilizado por contrabandistas de armas e drogas para abastecer os grandes centros. Há cerca de duas semanas, um arsenal com quase 600 armas foi encontrado em Pedro Juan Caballero, vizinha de Ponta Porã.O armamento, avaliado em US$ 1,2 milhão pelas autoridades paraguaias, era destinado às facções Primeiro Comando da Capital, de São Paulo, e Comando Vermelho, do Rio. Pedro Juan Caballero é o principal entreposto do tráfico de armas e drogas destinado ao Brasil.Os exercícios no Mato Grosso do Sul, segundo o Centro de Comunicação Social do Exército, estavam previstos desde novembro do ano passado e prevêem "desobstrução de estradas, defesa de pontos sensíveis e patrulhamento rural e urbano". Veículos que trafegam pela região estão sendo vistoriados. O Exército não informou até quando vão durar os exercícios.A participação do Exército na fiscalização de mercadorias adquiridas em Ciudad del Leste resultou, até o início da tarde desta quarta, na apreensão de 18 veículos e na prisão de duas pessoas. Os soldados estão distribuindo na BR-277, principal acesso a Foz do Iguaçu, e rodovias secundárias. Essa operação está prevista para durar até o dia 23, devendo ser retomada em outubro.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2006 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.