Thiago Teixeira/Estadão
Thiago Teixeira/Estadão

Expansão do mercado de cartões deve desacelerar e crescer 6,5% em 2016

Transações com cartões de débito e crédito devem totalizar R$ 1,15 trilhão no ano que vem e R$ 1,08 trilhão em 2015

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2015 | 16h28

SÃO PAULO - O mercado de cartões deve desacelerar o ritmo e crescer 6,5% no próximo ano em relação a 2015, totalizando R$ 1,15 trilhão em transações com plásticos de crédito e débito, de acordo com estimativa da Associação das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). "Nossas projeções refletem a redução no consumo e a restrição no poder de compra das famílias brasileiras", avaliou o presidente da instituição, Marcelo Noronha, em conversa com a imprensa.

Com base neste contexto, a Abecs revisou para baixo sua expectativa para 2015. A Associação espera que o mercado de cartões cresça 8,8% em relação a 2014, alcançando R$ 1,08 trilhão, considerando os plásticos de débito e crédito. A entidade esperava aumento acima de 10% neste ano, expectativa esta que já havia sido rebaixada uma vez que, no início de 2015, tinha divulgado projeção de alta de 12% a 13%.

No terceiro trimestre, o mercado de cartões movimentou R$ 267,8 bilhões, alta de 8,1% ante um ano antes. Do total, compras com cartões de crédito totalizaram R$ 168,5 bilhões de julho a setembro, aumento de 5,6% na mesma base de comparação. O débito alcançou R$ 99,3 bilhões, aumento de 12,6%. De janeiro a setembro, o mercado de cartões cresceu 9,5% em relação a igual período de 2014, para R$ 776,7 bilhões.

Mais conteúdo sobre:
Cartão de CréditoEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.