finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Expansão dos EUA no 4º trimestre é revisada para baixo, a 2,8%

Investimento menor do governo e gasto do consumidor mais fraco explicam revisão

Reuters,

25 de fevereiro de 2011 | 10h40

A economia dos Estados Unidos cresceu no quarto trimestre menos que o estimado inicialmente, com o investimento do governo encolhendo mais e um gasto do consumidor mais fraco, mostrou um relatório do governo nesta sexta-feira.

O Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano foi revisado para baixo, para uma taxa anualizada de crescimento de 2,8%, informou o Departamento de Comércio na segunda estimativa, ante 3,2% na estimativa inicial.

Economistas previam que o PIB seria revisado para uma expansão de 3,3%.

No terceiro trimestre, a economia dos EUA cresceu 2,6%. Em 2010 como um todo, a economia avançou 2,8%, e não 2,9%.

O relatório confirmou a retomada das pressões inflacionárias, com a alta dos preços de alimentos e gasolina. O índice de consumo pessoal subiu 1,8% no quarto trimestre, mais que o ganho de 0,8% no terceiro trimestre.

Mas o núcleo do índice de preços subiu 0,5%, e não 0,4%. O acréscimo, igual ao do terceiro trimestre, ainda foi o menor já registrado. (Lucia Mutikani)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAPIB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.