Expectativa de alta de juros nos EUA influencia mercados

O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,9800, em alta de 1,64% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. A moeda norte-americana iniciou o dia cotada a R$ 2,9460 e oscilou entre a máxima de R$ 2,9930 e a mínima de R$ 2,9430. Com o resultado de hoje, o dólar registra alta de 2,65% em 2004.Segundo informou a editora Silvana Rocha, persistem as vendas de títulos de países emergentes, incluindo Brasil, com migração dos recursos para os títulos norte-americanos. Esta tendência evidencia a expectativa dos investidores com uma possível alta de juros nos Estados Unidos.O banco central norte-americano (Fed) reúne-se amanhã para reavaliar os juros referenciais do país, atualmente em 1% ao ano. É dada como certa uma alta das taxas, mas não se sabe quando e em que magnitude isso aconteceria. Com juros mais altos nos Estados Unidos, os investidores tendem a reduzir a exposição em papéis que oferecem um ganho maior, mas que exigem tolerância ao risco. Os títulos de países emergentes são os que mais sofrem neste cenário. Nesta segunda-feira, os títulos brasileiros perderam valor com o aumento de venda destes papéis. Às 16h26, o C-Bond, principal título da dívida brasileira negociado no exterior, está no patamar mínimo, em 90,250 centavos por dólar.O risco Brasil ? taxa que mede a confiança do investidor estrangeiro na capacidade de pagamento da dívida do país ? está em 696 pontos base, o patamar mais alto desta segunda-feira, até 16h30. Quanto maior esta taxa, pior a avaliação dos investidores em relação à capacidade do país em honrar suas dívidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.